9,289 notes . reblog
"Ah cara, chega uma hora que cansa até de sentir."
Fabrício Bernardo (via velaste)

549 notes . reblog
"Porque estou te perdendo, você está escorrendo dos meus dedos, e não sei mais o que fazer. Me apeguei tanto a você, e agora que estás indo eu não sei como reagir, parece que sua partida já dói antes mesmo de ser consumada."
— (via fixyou)

8,193 notes . reblog
"Escrever é tão perigoso. Quem já tentou, sabe. Perigo de mexer no que está oculto - oculto em suas raízes submersas em profundidades do mar. Para escrever tenho que me colocar no vazio. Perigo de se render as ciladas das palavras: as palavras que digo escondem outras - quais? Talvez as diga. Escrever é uma pedra lançada no fundo do poço."
Clarice Lispector (via fixyou)

1,206 notes . reblog
"Não me olhe assim com essa cara de que demorou muito para me encontrar, não me olhe como se eu fosse a única, não me olhe assim como se eu fosse o amor da sua vida, não me olhe assim como se eu fosse tudo de bom, não me olhe assim como se eu fosse a pessoa mais bonita que já viu, não me olhe se sua intenção é desviar olhar. Não me olhe desse modo, porque eu vou acreditar, do mesmo jeito como uma criança acredita em Papai Noel."
Nevarias.   (via fixyou)

16,712 notes . reblog
"Por um segundo, eu não soube o que dizer. Porque “eu te amo” não parecia o bastante. Não dizia tudo que eu queria dizer."
Dezesseis Luas.  (via fixyou)

29,021 notes . reblog
"Ela sabia que precisava dele. Pelo menos naquela noite chuvosa e sem grandes esperanças. Mas tinha medo da compulsão. De querer ele sempre e sempre e pra sempre. E amanhã e depois. E de dia, e tarde, de madrugada. E não saber digerir tanto amor e tanto amor acabar lhe fazendo mal. Só mais um pouquinho, pensou. Uma lasquinha. Pra dormir feliz. Amanhã era amanhã. Depois ela resolvia."
Tati Bernardi.            (via objetivar)